nuvens barrocas

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

Nuvens & Work from Georgia Creimerela chegou toda animada querendo tomar conta do pedaço. já tinha visitado a cidade algumas vezes antes. tinha sentido o cheiro das ruas, o ritmo dos andares, a dimensão do espaço entre cada indivíduo e sua intenção. veio com tudo em cima. viena, a cidade encravada no coração da europa e enraizada no passado, será meu futuro. eu quis assim e começo já arrancando estas persianas horrorosas das janelas. logo um prédio antigo de apartamentos lindos, alguém ter a mediocre idéia de tampar a moldura das janelas com persianas desparalelizadas? ridículo! anotou a altura e largura das janelas. chegou na loja especializada com toda a paciência que exige o trato com os vienenses. muita calma e simpatia. calma sim, eram os anos 90 ainda. a cidade dormia entre o travesseiro do leste comunista e o cobertor do oeste socialista. nada a temer. até hoje a cidade se acomoda tranquila no cenário caótico do mundo. se de vez em quando desperta à noite assustada, é só pra se certificar que foi um pesadelo. continua tudo bem na realidade sonhada de ser viena.

a loja tinha muitas cortinas e suportes. ela, munida de simpatia latina, se dirigiu à vendedora que a tratou com precisão clínica. a altura do pé direito? qual direção espacial está localizada a janela? norte, sul? qual a largura da moldura que circunda a janela? existe espaço à esquerda e à direita da moldura? ela meio perdida, sem conseguir responder à nenhuma pergunta, desvia a conversa para as flores do assunto. eu gostei desta cortina aqui… a vendedora de médica passa para professora revendo a matéria. mas a senhora precisa saber, afinal, colocando esta cortina aqui, precisaria deste suporte assim que encaixaria na parede, pois encaixando na moldura, a senhora perde algumas horas de luz porque puxando a cortina, ela ainda fica tomando espaço na janela que por sua vez não deixa a claridade entrar e dependendo da direção que fica a janela e a largura do suporte e um centímetro de pano à mais provoca tantos muitos minutos de sol à menos…a vendedora continuou se imergindo em estatísticas, lógicas e previsões de um mundo paupável e óbvio. a que “chegou com tudo” se limitou a ouvir perplexa. se despediu da vendedora agradecendo a atenção e prometendo voltar com os derradeiros centímetros devidamente medidos e as informações certeiras devidamente adquiridas. usou sua última gota de ânimo pra abrir a porta pesada de madeira maciça e vidro grosso da loja. a brisa do wienfluss* lhe fez um belo carinho na face, o céu enfeitado de nuvens barrocas abriram alas para um sol tímido. ela olhou para cima e o recebeu como confidente. é, não vai ser tão fácil assim como eu pensava. perseguiu todos os botões do casaco, fechando-os sofregamente, e seguiu pelo dia. na loja nunca mais voltou.

*Wienfluss = rio de Viena.

Nuvens & Work from Georgia Creimer

Nuvens & Work from Georgia Creimer

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>